terça-feira, 9 de novembro de 2010

Ametista ( Parte 1 )


Moradora do interior da República Tcheca, Cecile Bent filha de um carpinteiro respeitado e uma professora de matemática, é tida como uma mulher simples com beleza excêntrica, sua educação foi como a de muitas criadas em berços de classe média visto com bons olhos pelo vilarejo.
Aos 21 anos, Cecile vai embora para a capital de seu país, Praga, estudar filosofia, contudo ao chegar em seu apartamento singelo de poucos metros, veste uma roupa e sai, sai a procura do que não queria, alguém que lhe oferecesse calor humano de verdade, alguém que lhe desse amor sem delongas.
Ela é uma tem um mistério em seu olhos, seu corpo anda pelas ruas como um boneco sem pé, sua alma grita internamente.
Sai, com um, dois, em três meses havia saido com vários e vários homens, claro, que não saia gratuitamente, ela cobrava e já era conhecida como Ametista, por ter o brilho de uma.
Ela era uma verdadeira "pedra mulher", sentimentos ácidos e isolados que chamava a atenção por onde passava, ela era o verdadeiro desejo sexual de Praga, alguns a pagavam simplesmente para ver sua beleza.
(Continua...)

Nenhum comentário: